As receitas aqui postadas são todas livres de glúten.

domingo, 2 de março de 2014

Salada no vidro


Salada no vidro

Uma ótima ideia - para quem tem pouco tempo e problemas de contaminação por glúten ao fazer as refeições fora de casa.

Segue o passo a passo:


A primeira camada a ser colocada no vidro é o tempero: azeite, limão, vinagre, enfim, o tempero que você mais gostar.


Agora é a vez de formar uma segunda camada com ingredientes que podem ser conservados pré-cozidos como grao de bico, soja, quinua, tofu, champignon…


A terceira camada é de legumes mais consistentes como cenoura, tomate, cebola, pepino e outros.


A quarta camada é feita de outros elementos que ajudam a reforçar o gosto do tempero que você usou. Pode ser azeitonas, milho, ervilha, palmito, frutas (para quem curte uma salada agridoce), cebolinha e etc.


E a quinta e última camada é formada por folhas: alface, espinafre, rúcula…


Dica: o tempero da primeira camada nao pode ultrapassar a grossura do seu dedo ou a salada vai ficar muito encharcada. As folhas formam a camada mais generosa e devem chegar até a metade do pote de vidro. 


Na hora de comer, você pode agitar tudo antes de servir (isso intensifica o sabor) ou misturar tudo no prato. 

Potes de plástico não são recomendados porque fazem as folhas murcharem depois de 2 dias. 

Se você deseja colocar atum, frango ou outro tipo de carne, o melhor é cozinhar e conservar à parte, misturando apenas no prato.

Essas saladas são uma ótima maneira de comer bem e economizar tempo. Você pode preparar tudo em um único dia e dá até para levar para o trabalho. 


É a sua chance de reciclar aquele vidrinho de palmito ou de molho que você não sabia o que fazer com ele.

http://pigmentof.com/2013/09/09/dica-desembucha-salada-de-vidro/

2 comentários:

  1. Faço uma quantidade para 4 dias, não fiz ainda para mais tempo. Mas sei que fazem até para uma semana. O importante para durar mais é temperar na hora e as folhas devem estar bem secas.

    ResponderExcluir