As receitas aqui postadas são todas livres de glúten.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Nossas férias zero glúten - de Maceió para Santiago do Chile

   Resolvi fazer esse post para mostrar alguns lugares bacanas que conhecemos em nossas férias de inverno, e o que eles tem para oferecer para celíacos e todos que não podem ou optaram por uma alimentação sem glúten.

Foram 15 dias de férias divididos entre o calor de Maceió e o frio de Santiago do Chile.

  Passamos bastante tempo tirando férias em julho, janeiro e fevereiro em função das férias dos nossos filhos. Agora que eles são adultos, não precisamos mais viajar somente nesses meses.
Já fazem alguns anos que nossas férias são entre os meses de agosto, setembro e outubro. Sempre fora de temporada, quando não enfrentamos filas em supermercados, ruas engarrafadas, não precisamos disputar um lugar para o guarda sol na beira da praia e as hospedagens estão com preços muito abaixo do normal. 
Adoramos viajar fora da temporada, pois é certeza de paz e tranquilidade. 

  Como moramos em Porto Alegre, no RS, gostamos de fugir no inverno e sempre vamos para o Nordeste, pois adoramos praia. Esse ano não foi diferente, fomos para Maceió onde passamos dias deliciosos com aquele mar verdinho contrastando com o céu azul. 
Ficamos na Jatiúca, o mesmo bairro que já havíamos ficado na primeira vez. A diferença foi que na primeira vez ficamos em hotel e nessa alugamos um apto. Eu prefiro, porque posso cozinhar (adoro) e não preciso fazer todas as refeições em restaurantes. Afinal a contaminação cruzada é um problema sério para nós, principalmente no Brasil, onde grande parte das pessoas nunca ouviu falar glúten.

Como sempre, levei meu kit, uma bolsa térmica cheia de coisinhas que poderei ter vontade de comer. 
Mas descobrir novos lugares é bom demais e em Maceió, na Ponta Verde conheci um lugar super simpático e bonito que lembra os famosos cafés de Paris.
Fui levada pela amiga Silete, uma alagoana, que tem um filho celíaco, o Gabriel.
Conheci a Sileti (virtualmente) através do grupo Viva Sem Glúten, conversamos muitas vezes por mensagem, trocando ideias de receitas para ela fazer para Gabriel. Quando contei a ela que ia passar uns dias em Maceió e gostaria de algumas dicas, ela prontamente me deu indicações e combinamos um encontro. Adorei conhecer Sileti pessoalmente e foi aí que conheci esse lugar bacana chamado Sans Gluten, um café/confeitaria. A dona chama-se Débora, é uma querida. O marido dela é celíaco e a partir daí veio a ideia de abrir um lugar legal com verdadeiras delícias sem glúten e sem lactose.
Na foto estão alguns dos produtos que são oferecidos.

Se alguém for passear em Maceió, recomendo esse lugar maravilhoso.
O endereço é: Rua Humberto Guimaraes, 541-A, por trás do antigo CocoNut. 
Fones - 82 993179966  82 33163860

Ainda em Maceió, conhecemos um restaurante que gostamos muito!
Fomos levados por um casal de amigos porto-alegrenses que moram na cidade a 9 anos. Antes de fazer a reserva, ele perguntou sobre opções sem glúten e foi informado que oferecem spaghetti sem glúten. 
O nome é Massarela, adorei o local, a garçonete que nos atendeu sabia bem o que é glúten e os problemas de contaminação.
Mas atenção celíacos, sempre temos que perguntar muito e explicar nossa condição, pois cada atendente e cada cozinheiro entendem de uma forma. Então é necessário questionar sempre.
 Jantamos tranquilamente, foi uma noite muito agradável, a nossa última nesse lugar tão gostoso. Fechamos nossa estada em clima de verão, com chave de ouro.


 Mas as férias continuaram, voltamos a Porto Alegre para trocar a mala com as roupas de verão, por roupas de inverno, e partimos no outro dia, para Santiago do Chile. 
A tempos essa viagem estava em nossos planos e aproveitando uma baita oferta com as passagens em milhas, não deixamos escapar a oportunidade. 

Apesar de ainda estar muito frio em Santiago, a alta temporada vai até final de setembro, então acertamos na data, pois até quando subimos a Cordilheira, tinha pouco movimento. 

Em Santiago do Chile é onde está o prédio mais alto da América Latina. São 62 andares e 300 metros de altura. 

Santiago é uma cidade bela e elegante que une o moderno com o clássico. 

Alugamos um apartamento, bem no centro de Santigo, super bem localizado e com acesso fácil para todos os lugares. Caminhamos muito, e adoramos a cidade! Nunca tinha visto tantas pessoas na rua, nos parques e nas praças. Foram dias bastante frio, e mesmo assim as ruas sempre lotadas de gente. Achei os chilenos um povo muito alegre, simpático e educado. 

Perto do nosso apto tinham vários mercadinhos e um supermercado grande o TOTTUS onde vimos massas e bolachas sem glúten. Em vários produtos que li o rótulo estava escrito: esse produto não é libre de gluten por pasar pela mesma maquina de produtos com harina.

Como sempre minha bolsa térmica me acompanhou. Dessa vez com mais cuidado pois alguns produtos não são permitidos entrar no Chile (frutas frescas, secas, oleagionosas, produtos de origem animal e mais alguns que aqui não vem ao caso). Mas na minha bolsa tinha biscoitos salgados, torradas, bolachas doces, porque durante a viagem tanto de POA para São Paulo, como de São Paulo para Santiago, a TAM não oferece alimentação especial. Por saber disso já vim preparada.

Não tive nenhum problema para passar na Migración como eles dizem.
Na minha mala tinha lata de leite em pó, um sachê de café e meu adoçante de stévia em gotas, além de 1 pacote de tapioca e uma frigideira. Quando lembrei que tinha essas coisas na mala me preocupei, pois durante o voo a comandante de bordo conversando com uma passageira que estava próxima, disse que nada de alimentos passava, que eles eram muito rígidos e a multa é altíssima. Por isso, antes de passar nossa bagagem eu mencionei ao fiscal, tudo que eu estava carregando, disse que era celíaca e por isso precisava trazer alguma coisa pois minha dieta é especial. Ele foi super gentil e disse esses produtos não tem problema. Mesmo assim só senti um alívio depois que as minhas bolsas e a mala passaram. 

O apartamento foi alugado pela internet, e para nossa sorte, tudo igual como nas fotos. Melhor de tudo que era limpinho, aconchegante e com tudo que precisávamos para passar essa semana inesquecível.

Com uma cozinha equipada e um supermercado pertinho, é claro que eu cozinhei. Para mim é sempre prazeroso, eu adoro minha comidinha caseira. Então almoçávamos fora e jantavámos em casa.

Em todos os restaurantes eu escolhia o prato, e antes de fazer o pedido perguntava sobre o glúten. Me chamou atenção que todos garçons conhecem o assunto. E isso foi bem tranquilizador. 

Estou escrevendo essa postagem 1 dia antes de voltarmos para casa, e em todos esses dias não tive nenhum sinal de contaminação. Aquela afta que é o meu sintoma imediato faz muito tempo que não aparece e isso é bom demais.
Em uma caminhada pelo centro de Santiago, conhecemos o Mercado Central. A parte interna é quase que só restaurantes, mas não almoçamos lá. Na saída passando por uma lojinha na parte externa do Mercado, resolvi entrar e para minha surpresa encontrei pães sem glúten, de molde (forma) e hamburguesa (hamburguer), além de dois tipos de galletas de arroz (bolachas). Fiquei tão feliz que tive que comprar, e a dona da lojinha IDEAL, ainda me deu um cartão com o telefone e o endereço da distribuidora, no caso de eu precisar mais pão e não encontrar. 
Salón de Ventas IDEAL - San Pablo 933 Local 113 Santiago - Chile 
Fono - 226973765
                        
  A noite nosso jantar foi um hamburguer delicioso, acompanhado de um vinho chileno.
Visitamos duas vinícolas no mesmo dia. A Santa Rita e a Concha y Toro, as duas com degustações e uma aula sobre vinhos.
Foi um ótimo programa. Almoçamos na vinícola Concha y Toro.
Novamente antes de fazer o pedido, perguntei sobre o glúten e o garçon sabia bem do que se tratava. Escolhemos nossos  pratos com a certeza que não tinha nada de glúten.
Eu pedi um salmão grelhado e arroz integral com brócolis e brotos de alfafa. E o marido pediu um cordeiro ao molho de vinho com quinoa e brotos de alfafa.
Foi um excelente almoço, acompanhado de uma taça de um bom vinho chileno.
A subida a Cordilheira dos Andes, é um programa quase que obrigatório para quem vai a Santiago do Chile. Nós fomos ao Vale Nevado. Sem palavras para descrever tanta beleza. 
Este sempre será um dos mais belos lugares que conhecemos. Pretendemos voltar!

E para terminar esse post, não posso deixar de contar sobre o guia que nos acompanhou nos passeios as vinícolas, a subida a Cordilheira e nos levou ao aeroporto. Super recomendo, preços excelentes e muito buena gente.
Além de ótimo guia o chileno Alex Guzmán, tem apartamentos para alugar em Santiago.  
Para contatar Alex para passeios turísticos e translados para o aeroporto, ele atende pelo WhatsApp, + 56 9 98741154  


E assim encerramos nossas férias de inverno, fechamos com chave de ouro e já estamos imaginando o próximo roteiro.  
   
Espero que aproveitem as dicas!
Beijos   

5 comentários:

  1. Sou de Maceió. Sou celíaca .Amei sua reportagem. sigo você. Cozinhando sem glúten. Amo.Obrigada por tudo.Uma bênção suas receitas

    ResponderExcluir
  2. Que lindas ferias! E suas dicas sao otimas! E o melhor de tudo: zero gluten! Amei! Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Adorei saber sobre suas férias, fiquei pela primeira vez com vontade de conhecer um país vizinho... Eu amo os vinhos concha y toro, deve ter sido muito legal visitar a vinicola! Seu blog é maravilhoso, não sou celíaca mas decidi diminuir o consumo de glutén para tentar ajudar na dieta do marido que descobriu ter hipotireoidismo, e num artigo que li descobri que o gluten atrapalha e muito quem possui esse problema... .Parabéns pelo seu blog, lhe desejo muito sucesso e saúde para poder desfrutar dele! bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rê, tudo bem? Que bom saber que você gosta do blog!
      Quanto a viagem de férias foram boas demais!
      Se você gosta de vinho, vale a pena fazer um passeio as vinícolas.
      Tem muitas degustações e a gente aprende muito.

      Um beijo e felicidade!
      Gilda

      Excluir
  4. Quanta honra ser citada no seu blog! Gilda querida, fiquei muito feliz em te conhecer pessoalmente, volte mais vezes e me avise! Uau! Que lindo Santiago! Tenho vontade de conhecer... Beijo grande

    ResponderExcluir